08/12/2014

Como foi em 2014

   Chegaram os comentários de 2014. Este post não é de fechamento de dezembro, foi escrito durante dezembro, portanto só contem dados até novembro. 
   Já deixo claro aqui que esse ano foi sensacional: primeiro ano completo de investimentos, entrei na bolsa, meus rendimentos subiram pro positivo, chegaram a avançar bem mas sofreram com a eleição. Comecei também com os FIIs, os quais tenho achado interessante, defini uma estratégia de investimento mais arrojada, dentre outras coisas.

A vida de investidor em 2014


    Pouco tempo após começar a investir, em jun/2013, defini que eu investiria no mínimo 10% dos meus vencimentos na independência financeira, que é o foco do blog. Consegui em 2013, mas em jan/2014 não consegui aportar nada, pois estava em dívida com minha esposa e filho e viajamos. Em fevereiro eu terminei de "acertar os ponteiros" e fiz o aporte mais próximo do objetivo. Em março já estava regularizado e ficou decidido que os aportes seriam corrigidos pela inflação. Maio e junho tiveram bônus por motivos diversos. Em agosto fiz uma reforma em casa e o aporte caiu pela metade, sendo a diferença paga com 4% de juros em setembro. Outubro e novembro seguiram normalmente.



Fig 1 - Aportes em 2014
jan/20140,00
fev/2014546,83
mar/2014728,98
abr/2014862,30
mai/20141.001,70
jun/2014930,49
jul/2014816,47
ago/2014425,00
set/20141276,54
out/2014860,00
nov/2014873,00
dez/2014
Tab 1 - Aportes em 2014

Distribuição dos aportes


    Este ano comecei com a OGXP3. Já estava de olho nas ações, pois tinha estudado bastante os investimentos quando investi em Tesouro Direto no início. Em fevereiro comprei 300 açoes a R$93,00, já sabendo que era arriscadíssimo, mas sem se preocupar em perder muita grana, afinal de contas, não eram nem 100 reais. A OGX já vinha passado por um sobe desce interessante. Havia comprado também R$62,30. de LTN e 391,53 de NTNB P. Nessa época também tinha poupança como colchão de emergência, mas agora uso LFT para isso e poupança só pra já separar o que pago com o cartão de crédito (não deixo mais o cartão pro mês que vem). Em março, 728,98 foram para TD, sendo 429,02 para NTNF e 299,96 para NTNB P. Em abril, após belo estudo, comprei 385,00 de WHRL3 e 477,30 de CMIG4, sendo 100 e 30 ações respectivamente. Em maio, comprei 613 de LFT, 561 de BBAS3 e 440,70 de GRND3. Junho marcou minha entrada em FIIs, quando adquiri 481,80 de RNGO11, 398,45 de BPFF11 e 50,24 FFCI11 (aqui eu dei bobeira, pq a ordem teve valor relativo altíssimo). Comprei também 1233,39 de LFT. Em julho vendi tudo que tinha de OGXP3 por R$57,00 realizando o prejuízo, certo de que ela ia cair mais, e caiu. Fiz um rebalanceamento entre julho e agosto, mais para perto da distribuição que eu queria e a LFT tomou o lugar da poupança no colchão de emergência. Portanto, vendi toda LFT por 2429,76, toda LTN por 1956,66, NTNB por 496,81 e comprei R$1003,65 de NTNF. Em agosto, com o rebalanceamento e aporte, comprei 828,90 de SDIL11, 1089,62 de NTNB P, 683,47 de LTN e 390,00 de WHRL3. Setembro não foi diferente e diversifiquei bastante, aplicando 871,00 em BEMA3, 167,72 em RNGO11, 272,91 em NTNB e 1270,05 em LFT. Em outubro comprei 774,50 de JRDM11B e coloquei 637,89 em LFT. No mês passado, novembro, comprei mais 884,95 de CMIG4 com um belo desconto e apliquei 1294,43 em LFT. 


Alocação
DataValorCotasTítulo
11-fev-201493,00300acoes OGXP3
17-fev-201462,300,1LTN 010118
17-fev-2014391,530,7NTNB P 150535
10-mar-2014429,020,5NTNF 010125
10-mar-2014299,960,5NTNB P 150535
7-abr-2014385,00100acoes WHRL3
7-abr-2014477,3030acoes CMIG4
27-mai-2014613,830,1LFT 070317
27-mai-2014561,0025acoes BBAS3
27-mai-2014440,7030acoes GRND3
11-jun-2014481,806FII RNGO11
11-jun-2014398,455FII BPFF11
11-jun-201450,2432FII FFCI11
11-jun-20141.233,390,2LFT 070317
14-jul-2014-57,00-300acoes OGXP3
23-jul-2014-1.847,22-0,3LFT 070317
29-jul-20141.003,651,1NTNF 010125
29-jul-2014-582,54-0,1LFT 070317
29-jul-2014-549,70-0,7LTN 010116
29-jul-2014-1.406,96-2LTN 010117
29-jul-2014-496,81-0,7NTNB P 150535
5-ago-2014828,909FII SDIL11
5-ago-20141.089,620,8NTNB P 150524
5-ago-2014683,471LTN 010118
5-ago-2014390,00100acoes WHRL3
3-set-2014871,00100acoes BEMA3
5-set-2014167,722FII RNGO11
5-set-2014272,910,1NTNB 150535
23-set-20141.270,050,2LFT 070317
9-out-2014774,5010FII JRDM11B
10-out-2014637,890,1LFT 070317
19-nov-2014884,9570acoes CMIG4
26-nov-20141.294,430,2LFT 070317
Tab 2 - Alocação em 2014

Fig 2 - Alocação final em 2014

Carteiras


    Minha carteira de ações ficou da seguinte maneira:

Carteira de Ações
Tickerlow52high52PMValorRend.Quant.TotalSetorProv. Hist.Rend. pós PH
CMIG412,1119,9613,6213,31-2,35%1001.331,00Energia El?trica52,981,57%
WHRL33,504,073,884,003,13%200800,00Util. Domésticas91,1413,03%
BBAS318,6138,1922,4426,9616,77%25674,00Financeiros10,1718,00%
GRND313,0218,9514,6917,4215,67%30522,60Tec. Vest. e Calç.8,3216,99%
BEMA36,709,978,718,64-0,81%100864,00Comp. e Equip.5,99-0,12%
Total4.191,60168,60
Tab 3 - Carteira de ações 2014

    A carteira de ações, teve grandes solavancos, fechando esse período com o rendimento de 0,54% sem contar os proventos. Com os provendos a história melhora um pouco. A WHRL3 não rendeu muito mas paga bons dividentos. A CMIG4 foi ameaçada pelo Pimentel, novo Governador de Minas Gerais, mas segue firme e me posicionei bem.  O BBAS3 só me traz alegria e podia ter mais alocado. A GRND3 tmb é uma menina de ouro aí. A BEMA3, com excelentes balanços, não mostra muita reação, mas vou dar um tempo pra ela, pois acredito muito nessa empresa. Na Tabela 3 é possível ver o rendimento dos valores das ações e também o rendimento pós proventos históricos. Abaixo, na Figura 3, o gráfico da distribuição dentro da carteira de ações:
Fig 3 - Distribuição da carteira de ações

A carteira de FIIs:

Carteira de FIIs
TickerPMValorQuant.ValorSetorAlug. Hist. por unidadeAlug. Hist. totalDY H total
RNGO1181,1979,748637,92escritórios1,9015,182,38%
BPFF1179,6971,505357,50f. fundos3,0416,704,67%
FFCI111,571,593250,88escritórios0,471,232,42%
SDIL1192,1077,269695,34logística1,696,750,97%
JRDM11B77,4570,4610704,60shopping1,527,401,05%
Total332,00300,55642.446,248,6147,261,93%
Tab 4 - Carteira de FIIs 2014

    A carteira de FIIs sofreu mais com a parada de recebimento de proventos devido ao fechamento da corretora. Sofreu muito também com a grande queda generalizada que ocorreu agora no final de 2014, mas segue me dando bons rendimentos e não penso em desfazer de nada aí.
Fig 4 - Distribuição da carteira de FIIs

Proventos


    Comecei a receber proventos em junho, quando caiu meu primeiro dividendo, vindo da WHRL3, exatos R$36,31 que davam 9,01% em relação ao peso médio. No mesmo mês vieram 26,76 reais da CMIG4 e R$6,82 de JCP do BBAS3. Em julho e novembro vieram cupons de NTNF e NTNB, respectivamente. Em julho começaram também os aluguéis de FIIs e mais dividendos CMIG4. Agosto seguiu normal como se pode ver na Tabela 5. Em Setembro, recebi aluguél de BPFF11 e, logo após, minha corretora sofreu liquidação extrajudicial, prejudicando o recebimento dos proventos que se normalizaram em novembro com o aluguém deste mesmo FII. Até a data que escrevi este trecho (08/12/2014), recebi R$247,03 de proventos, todos realocados.

Proventos
DataOrigemValorDY
27-junDivid. WHRL336,319,01%
30-junDivid. CMIG426,765,05%
30-junJCP BBAS36,821,08%
1-julNTNF 01012523,995,47%
8-julDivid. CMIG426,225,16%
7-julAluguel BPFF113,650,93%
14-julAluguel RNGO114,440,89%
15-julAluguel FFCI110,400,74%
7-agoAluguel BPFF113,650,94%
13-agoDivd. GRND32,980,72%
14-agoAluguel RNGO114,500,90%
15-agoAluguel FFCI110,410,80%
15-agoDivid. BBAS31,960,23%
5-setAluguel BPFF112,400,63%
7-novAluguel BPFF113,500,88%
12-novDivid. GRND35,341,21%
14-novAluguel JRDM11B7,400,96%
14-novAluguel FFCI110,420,84%
14-novAluguel SDIL116,750,81%
14-novAluguel RNGO116,240,96%
18-novNTNB 1505357,182,63%
24-novDivid. WHRL354,837,07%
27-novDivd. BEMA35,990,69%
28-novDivid. BBAS31,390,25%
5-dezAluguel BPFF113,500,88%
Tab 5 - Proventos recebidos em 2014. O DY é relativo ao preço médio.

Rendimento


    Rendeu? Rendeu! No bruto, quer dizer, o tanto que investi e o tanto que tenho agora, dá um rendimento de 4,99%. Está bom? não! antes das eleições eu emplaquei mais de 16%!. Tudo bem que fora do sistema de cotas a conta está errada, pois isso considera os aportes ao longo do tempo. A Tabela 6 apresenta os dados de alocação e os compara com a situação atual, dando o panorama geral dos rendimentos. Todos os títulos do Tesouro Direto renderam, as ações no geral também, sendo que apenas os FIIs apresentaram prejuízo, sem contar com os rendimentos. Contando com eles também não houve azul aqui.

Carteira
AlocaçãoSituação atual
PrefixadoLTN6,79%745,786,93%771,87
PrefixadoNTNF13,05%1.432,6713,31%1.482,50
Prefix+IPCANTNB18,71%2.054,0220,59%2.292,84
ImobiliárioFII24,60%2.701,6121,74%2.420,34
VariávelAções36,85%4.045,9537,42%4.166,55
Total100,00%10.980,03100%11.134,10
Tab 6 - Alocação e situação da carteira geral.

    Os rendimentos individuais de cada ação podem ser vistos nesse link http://blogdoutorinvestidor.blogspot.com.br/2014/12/minha-carteira-em-graficos-feitos-no-r.html . Não colocarei as figuras aqui porque já tem demais.

Meus vencimentos


    Eu não ganho muito. Nesse ano começou meu pós-doutorado, logo em janeiro, com uma bolsa mensal de R$4100,00. Devia receber mais R$1000,00 de taxa de bancada, mas nunca vi esse dinheiro. Recebo também aluguél de dois apartamentos. Um é só meu e me rende R$3000,00. Outro eu divido com minha irmã e recebi em novembro, R$1545,60. Este varia um pouco porque o contrato é diferente e tem bastante gasto com o prédio, que é novo. No fim das contas, em novembro eu recebi R$8645,60, o que tem dado pro gasto (eu viajei bastante) e ainda sobra pra guardar. Minha esposa também trabalha e participa proporcionalmente no rendimento doméstico. O ano não foi todo bom assim não, todos os outros meses eu recebi menos, mas foi algo perto disso. Antes de agosto o rendimento era ainda menor devido a um dos aluguéis que ainda não tinha sido aumentado.

Minhas obrigações


    Eu e minha esposa dividimos as contas domésticas proporcionalmente ao que ganhamos. Nossos gastos mensais estão apresentados na Tabela 7 e Figura 5:

Gasto mensal
ValorPerc. TotalEsposaEu
MarleneR$ 500,0012,27%R$ 168,13R$ 331,87
Escola LucasR$ 630,0015,46%R$ 211,84R$ 418,16
CondomínioR$ 1.330,0032,63%R$ 447,23R$ 882,77
NetR$ 250,006,13%R$ 84,07R$ 165,93
LuzR$ 145,983,58%R$ 49,09R$ 96,89
EscolarR$ 135,003,31%R$ 45,40R$ 89,60
EsporteR$ 85,002,09%R$ 28,58R$ 56,42
SupermercadoR$ 1.000,0024,53%R$ 336,26R$ 663,74
TotalR$ 4.075,98100,00%R$ 1.370,59R$ 2.705,39
Tab 7 - Gastos mensais da família

Fig 5 - Gastos mensais


    Gasolina e manutenção do carro eu pago sozinho, pois gasto bem mais o carro. Aluguel a gente não paga. A Tabela 8 e figura 6 mostram uma projeção de gastos fixos anuais.

Gasto Anual
Material escolarR$ 1.500,0033,44%
IPVA/DPVAT/TaxasR$ 1.116,1924,88%
Seguro carroR$ 993,9022,16%
Seguro apartamentoR$ 363,448,10%
gásR$ 112,502,51%
TotalR$ 4.486,03100,00%
/12 mesesR$ 373,84
Tab 8 - Gastos anuais
Fig 6 - Gastos anuais

Estratégias


    Aportes

   Minha estratégia é simples. Eu invisto na independência financeira 10% do meu soldo, que neste momento se dá pela minha bolsa e aluguéis de apartamentos que tenho. O valor é corrigido pela inflação mensalmente, afim de não fica defasado e, quando eu receber aumento de alguma forma e ele ultrapassar o aporte, o aporte é corrigido dentro da regra. Se atrasar, eu pago o atraso com 4% ao mês em cima da dívida. Isto era até o mês passado. Agora eu invistirei R$1000,00 até o aporte planejado atingir R$1000,00, depois  aporto 1100,00 até atingir essa cifra e assim por diante, por incrementos de R$100,00. Acredito que num futuro não muito distante eu mudarei a estratégia, portanto mantive ela simples. Tomara que essa mudança seja para aportes mais generosos. No caso de queda no incoming, é possível haver queda no aporte.

    Alocação

    Planejo uma alocação mais agressiva, dentro da regra dos 100. Essa regra é assim: subtrai-se sua idade de 100 e tem-se o que será investido em ações. Portanto, minha projeção é correr atrás de 69% em ações. Mas não farei rebalanceamento agora, chegarei lá com aportes (e vai demorar...). Minha previsão é de equilibrar a carteira apenas em meados de 2017, quando alocarei 67% em ações. A projeção, alocação e situação atual estão na Tabela 9.

Carteira
ProjeçãoAlocaçãoSituação atual
Prefixado2,00%6,79%6,94%
Prefixado3,00%13,05%13,33%
Prefix+IPCA6,00%18,71%20,61%
Imobiliário20,00%24,60%21,74%
Variável69,00%36,85%37,37%
Total100,00%100,00%100%
Tab 9 - Projeção da carteira.


A Liquidação Extrajudicial da Corval

    
    Eu era cliente da Corretora Corval, que foi liquidada extrajudicialmente pelo Banco Central por falcatruas. Mudei pra Spinelli, consegui fazer a transferência de tudo que tinha, mas nesse meio tempo perdi os proventos que deveria receber. A novela pode ser acompanhada nesses links do blog:

Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 2 - a ficha começa a cair
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 3 - Busca por informações e respostas
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 4 - Mensão honrosa Lopes Filho
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 5 - Contato da Corval
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 6 - Resposta da CVM, que demora.
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 7 - Como anda a transferência de custódia
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 8 - Refazer o pedido de transferência?
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 9 - Dividendos CMIG4 e Transferência
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 10 - Dividendos BBAS3 (será que pagou?)
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 11 - Títulos do Tesouro Direto transferidos!
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 12 - Ações e FIIs transferidos!

Expectativas


    Minha expectativa para 2015 é de mais que duplicar a carteira. Os aportes serão todos de R$1000,00, totalizando R$12000,00. Em dezembro de 2016, quero ter R$ 26543,48 no mínimo, que seria meu rendimento se aplicasse em LFT apenas, líquido de IR e com a SELIC a 11,75% (valor de hoje). Espero ter bastante saúde também.

4 comentários:

  1. Doutor,

    Muito interessante sua estratégia, Com relação aos aportes, 10% no mínimo é um valor ótimo, mas não se limite a isso. Sobrando mais dinheiro do que 10%, aporte! Aportar sempre o máximo que puder, deixando uma boa quantidade em poupança para eventuais gastos extras é uma boa estratégia, venho adotando e até agora estou satisfeito com ela.
    No mais, gostei muito do seu resumo de 2014. Que 2015 seja melhor para todos nós,

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Requelenga (hahahahah!!)! O excedente eu tenho guardado no colchão de emergência. Quando ele chegar aos 50mil, todo aporte vai pra independência financeira. Ele valor foi definido pois é um bom montante para viajar, comprar um carro, reformar a casa e/ou emergências. Não comentei isso pq acho que vai ser difícil chegar lá no curto prazo. obrigado pelo elogio, foi muito gostoso escrever esse texto.

      Excluir
  2. Lucas, bom nome.

    Acompanhando sempre.

    Ranking já já sai, flw vlw.

    ResponderExcluir