23/09/2014

Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 6 - Resposta da CVM, que demora.

Se a letra estiver pequena, clique no link da postagem

    No dia 12/09/14, um dia após a liquidação da Corval, entrei em contato com a CMV por formulário prórpio. Eles responderam o mesmo que o Banco Central, Corval, BM&FBovespa e tal. Portanto, o que venho falar é da demora. Eles responderam apenas hoje, dia 23/09. que falta de respeito. Outros, inclusive a Corval, responderal imediatamente. Segue a resposta:

Prezado Senhor, Em atenção à sua consulta, esclarecemos que as corretoras de valores são supervisionadas tanto pelo Banco Central do Brasil quanto pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM), cada qual em sua esfera de competências. Corretoras insolventes podem sofrer liquidação extrajudicial determinada pelo Banco Central, como ocorreu com a Corval Corretora de Valores Mobiliários S/A em 11/09/2014 . Em tal situação, o cliente que nela detém valores mobiliários custodiados poderá transferi-los para outro agente de custódia (normalmente uma corretora ou distribuidora). ATENÇÃO: ANTES DE SOLICITAR, AO LIQUIDANTE INDICADO PELO BANCO CENTRAL, A TRANSFERÊNCIA DE SEUS ATIVOS PARA OUTRO AGENTE DE CUSTÓDIA, O INVESTIDOR DEVERÁ ESTAR DEVIDAMENTE CADASTRADO EM OUTRA CORRETORA. Com efeito, o procedimento normalmente adotado pela para transferência de ativos é o seguinte: • O investidor (cliente) deverá se cadastrar na corretora de destino. • O cliente solicita à corretora de origem o formulário padrão da Central Depositária da BM&FBovespa para formalizar o pedido. Preenche o formulário descrevendo as ações e outros títulos a serem transferidos, e informa, além de seus dados pessoais, o número de sua conta na corretora de destino. Em seguida, entrega o formulário, devidamente assinado, na corretora de origem. • A corretora de origem, depois de analisar as informações, procede à transferência dos ativos, via sistema, eletronicamente. Cabe ressaltar que fica a critério da corretora de origem solicitar ao cliente o reconhecimento, em cartório, de sua firma no formulário. É importante lembrar que esse processo de transferência de custódia abrange apenas as ações e títulos e não, caso existam, os proventos provisionados em nome do cliente, como dividendos e juros sobre o capital próprio. A transferência de proventos provisionados só pode ser feita se for de um cliente para ele mesmo (mesmo CPF). Alternativamente ao procedimento acima descrito, o investidor poderá solicitar ao liquidante a retirada os ativos da Central Depositária BM&FBOVESPA para transferência dos mesmos ao respectivo banco escriturador. Vale lembrar que nesse caso os ativos, uma vez retornados ao banco escriturador, não estarão disponíveis para negociação em bolsa enquanto lá permanecerem. Especificamente em relação à Corval - Corretora de Valores Mobiliarios S/A, os dados do liquidante do Banco Central e outras informações podem ser consultados por meio do link a seguir: http://www4.bcb.gov.br/Lid/Liquidacao/empresa.asp?pessoaId=13841 Cabe finalmente lembrar que o investidor dispõe do Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos, a quem os clientes das corretoras têm direito de pleitear, em caso de recusa da corretora (ou depois de esgotadas as instâncias naturais de reclamação), o ressarcimento de prejuízos decorrentes da atuação de seus administradores, empregados e prepostos, em relação à intermediação de negócios realizados em Bolsa e aos serviços de compensação e custódia. Atenciosamente, Gerência de Orientação aos Investidores 1 COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS ******************************************************************************** Investidor, entenda o mercado antes de investir: www.portaldoinvestidor.gov.br. Acesse, também, os canais de informação do Programa de Orientação e Defesa do Investidor - PRODIN (www.cvm.gov.br). Para informações mais atualizadas, siga o PRODIN no Twitter (http://twitter.com/CVMEducacional). ATENÇÃO: Solicitamos não responder ao presente endereço eletrônico (respostagoi ou respostasoi). Sua mensagem poderá não ser recebida pela CVM.Para nova manifestação ou pedido, utilize o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), disponível em www.cvm.gov.br, no link "Fale com a CVM".



Acesse outros posts da saga:
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 2 - a ficha começa a cair
Liquidação Extrajudicial da Corval - Parte 3 - Busca por informações e respostas

Nenhum comentário:

Postar um comentário